terça-feira, junho 28, 2005

Gajos!Há quem vos entenda?

Já tinha isto inactivo há algum tempo, mas nada melhor do que descarregar as frustrações diárias para alguém que tiver paciência para ler. Uma espécie de psicanálise à distância, onde eu cá faço tudo! Hoje estou pior que uma barata, gajos vá-se lá entendê-los…Das duas uma, ou os com quem me dou têm o QI muito baixinho, ou então sou eu que estou mal. Uma coisa não percebo, porque é que as minhas bocas os deixa k.o? Sentem-se menos homens? Uma mulher agora não pode ser livre, dizer o que lhe apetece? Ficam muito ofendidos (tadinhos!) ? Temos de ser as eternas submissas ao politicamente correcto e moralmente aceitável? Porque não podemos ser atípicas? Fugir desta decadência de limitação intelectual? Houve umas gajas que lutaram pela liberdade feminina, mas na realidade não há nada disso. Ainda vivemos num país extremamente machista.
Os gajos ainda esperam pela gaja certinha, que apresentam aos amigos e estão à espera que dê respostas a condizer, uma espécie de boneca insuflável a funcionar a pilhas e com resposta após carregar no botão.
Todas as gajas que pensam, e têm cabeça própria são apelidadas de malucas. As que nunca se meteriam para qualquer coisa, isto porque podiam levar a qualquer lado e não tinham o comando à distância! Bem, isto não é para todos, é lógico que ainda há gajos decentes, e querem tudo menos uma boneca insuflável. Mas para o gajo que hoje me conseguiu irritar! E como ele devem haver muitos! Querido, se és assim cresce um bocadinho e entra neste século!
Beijokas! Amanhã há mais!

1 Comments:

Blogger Padres Brás Escreveu...

kerida Gaja

Nem as baratas ficam como tu nos deixas na maior parte das vezes. Não se trata de incompatibilidades mas sim de fases. se existe coisa na tua vida é o oposto a constante. Hoje desejas uma coisa amanhã outra.
Aceito k alguns de nós sejamos um tanto ou pouco insensiveis, mas todos nós gostamos de uma rapariga, não perfeita mas menos complicado k tu!!!!! :)
Já lido contigo à bué da tempo e sabes bem k estas palavras não são sem fundamento. Tu és uma rapariga super. (acreditem) és mesmo uma moça do outro mundo. só ainda não estás na mesma sintonia k o teu par!
Sobre o teu discurso feminista, não aceito k tu sejas como as outras. Só te kero como tu és, imperfeita com perfeições.
um ganda abraço e calmex.
E como realista k sou, admito tb as minhas imperfeições e resumo-me à simplicidade do universo k existe dentro do teu coração!!!

beijos
Padre

2:10 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

/body>